quinta-feira, 22 de maio de 2008

Atenção

As pessoas precisam de atenção. Por mais que elas tentem ser independentes de outras pessoas ou coisas, é natural necessitar de algo sempre. Falando nisso, me lembrei da regência do verbo necessitar... Quem necessita, necessita de alguma coisa, ou de algo.. Então, necessitar seria transitivo indireto, pois exige preposição 'de'. Bom, a aula de português pára aqui se não eu vou querer classificar cada palavra que eu escrever, e isso não vai ser muito bom --'
Me lembrei de um fato que guardei na minha mente, uma coisa bem rara de se ver e que eu jamais esquecerei. Eu estava voltando pra casa, no ônibus. No meu lugar de sempre, na janela, tentando não pensar em nada. Daí subiu pela porta traseira uma mulher, e se sentou nos fundos. Logo depois, o motorista perguntou se ela tinha a carteirinha que se usa para subir sem pagar passagem. A mulher disse que tinha esquecido em casa, que saíra rápido para o médico e deixara a carteirinha. A gente percebia claramente que ela tinha algum distúrbio, ou essas espécies de doenças mentais. O caso é que o motorista parou o ônibus e mandou a mulher descer. Ela pediu por favor, pelo amor de Deus e mais uma porção de santos que ela conhecia. Mas o motorista estava irredutível. E a gente ficava no meio do impasse.
Aí, de repente, levantou um homem meio jovem e disse: ' Motorista, o problema é dinheiro? Então eu pago a passagem dela. Mas deixe ela ir em paz', e pagou a passagem da mulher. Depois, falou pra ela: 'Senhora, sente-se aí porque eu paguei sua passagem, certo? Pode ir tranqüila.'
Todos os olhos ficaram fixos naquele homem, que não tinha a obrigação de pagar, mas simplesmente quis fazer. Simplesmente percebeu que ela precisava de algo, e o fez.
Eu fui o resto do caminho pensando em como o mundo precisa de pessoas como aquele homem. Que tem bondade no coração e quis dar atenção a uma mulher desconhecida. Somente atenção.

Os estudos mostram que cada vez mais as pessoas estão procurando terapeutas, psicólogos, psicanalistas para serem ouvidas. Nem que para isso elas paguem uma fortuna. Só para terem o mínimo de atenção. Para ouvir conselhos, opiniões, alguma motivação. Afinal, elas necessitam de alguma coisa.

Outras tentam chamar à atenção de alguém de forma estranha. Dos pais, dos amigos, da sociedade, qualquer que seja. Por meios grotescos e gritantes. Tantas coisas poderiam ser evitadas se nós déssemos o mínimo de atenção as pessoas ao nosso redor...


Bem, isso é bem pessoal, e relativo.


beijosepensesobreisso ~

6 comentários:

Dalleck disse...

Faça o bem, não importa a quem; o mundo precisa de atitudes. Enquanto todos ficam observando as coisas esperando alguém tomar atitude, essas pessoas já poderiam ter ajudado antes (em qualquer situação). Além de dar atenção e fazer alguém se sentir melhor, ajudar o próximo enriquece a alma e a consciência.

evx disse...

hum... somos sers humanos, nossa tendencia e erra e pisar na cabeça dos outros, sei, isso não eh disculpa... não vou mudar u mundo ajudando o proximo, sozinho não, todos juntos? eh meio utopico, somos egoistas demais.

Livia Queiroz disse...

parabéns viu??
mto bacana o post!!

e valeu por ter comentado no meu blog!

Déééh. disse...

issso mee feex lembrar de uma veez que eeeu tinhaa acabadoo de saair doo colegiioo coom uma amigaa minhaa e coomo nóóss sempree faziiaamoos a gentee iaa andaar um pokoo ii dps ir pras noossas casaas, sóó que resolveemos fazeer akellee diia seer o diaa do abraçooo ee saimoos no meeio da aveniida abraçaando tdo mundo ki noon conheciiamoos alguuns olhavaam pra gentee coom umaa caraaa de rejeiçãão , outroos curiozoos , alguuns timiidoos queerenndoo seer abraçadoos , outrroos riiaam de nóós maas nãão noos importaamos e saiimos abraçaando tdoo munddoo , fooi a melhoor terapiaa da minhaa vida pq euu nunkaa haviaa pensaado abraçaar keein eeo noon conheceesee ii abraceeei nakeele momennto eu noon liguuei pra minha ideologiiaa, criitaa precoonceiitos tdo quee eu queriia era abraçar e seer abraçado pq noo fiinaal daas contaas oq eu maais necessitava eraa de um abraçoo.

Igor Lessa disse...

Uma coisa eu concordo muito... O Mundo precisa de mais pessoas como aquele homem. Se você parar pra pensar, nessa simples atitude dele, ao menos pra mim, está contida uma quantidade de ação e significados infidável. No momento que ele pagou essa passagem pra mulher, na minha opinião, como num flash, numa fração de segundos, ele cuspiu na cara de políticos, socou a cabeça das pessoas hipócritas, chutou as pessoas comodistas, gritou pro Mundo sua indignação e mostrou que humanidade ainda existe.
Sei lá, o mínimo que posso dizer, é: palmas pra ele. Muitas palmas.




Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

Rebeca disse...

Nossa prima! que lindo o que o homem fez !
amei esse poste .
Beijo :*